Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Silêncio ensurdecedor


Como diz meu amigo Tevim..."mulher só olha para o cara UMA vez....nas outras vezes, ela só escuta."...e observa suas ações.E o que fazer quando o cara não diz nada?


Ou eu sou muito humana ou as pessoas estão muito frias. Gente, é tão bom falar algumas coisas sem ‘maquinar’ uma reação, sem amarrar a espontaneidade!

Não sei você, mas eu amo quando me ligam apenas para desejar um BOM DIA, para falar que estão com saudades... É bom saber que há pessoas que fazem questão de nós. Não sei que mal há em demonstrar afeto, ...

Outro dia eu liguei para um amigo (era aniversário dele. Isso tem um mês!) que mora em Sampa. Ele ficou tão feliz que até ontem veio me agradecer pela ligação e dizer que havia ficado muitooooooooo feliz! Tá vendo como coisas simples deixam PESSOAS, (digo pessoas, ainda de carne, osso e emoções) alegres.

O cara é inteligente pois consegue acompanhar o raciocínio de quem ligou.

Bom, se alguém me liga, é porque se lembrou de mim. Se lembrou de mim é porque EXISTO pra ele. Se me convida para algo então!!! É porque gosta de minha companhia...então...nada mais HUMANO do que me sentir especial e fazê-lo se sentir assim também.

É horrível, lamentável, deprimente quando você demonstra todo seu afeto por alguém e a pessoa reage como se fosse algo comum, ou então..nem reage, né. Não estou falando de relacionamento homem/mulher, não. Estou falando de todo tipo.

Mas...voltando no que meu amigo filósofo Tevim disse...OLHEI uma vez. E desde então vivo no silêncio. A única coisa que ESCUTO é meu coração, que não se cansa de gritar de dor. Que ações observo? As minhas. Meus passos querendo voltar atrás e não conseguindo.

Meu olhar está parado numa tela branca, que de tão branca ...me agride.



Escrito por Rê Marra no dia 16/02/2009 às 10h12

Nenhum comentário:

Postar um comentário